Cadela entra no livro dos recordes como “cachorro vivo mais velho do mundo”

O Guinness World Records condecorou uma cadela norte-americana de 22 anos como “o cachorro vivo mais velho do mundo”. A premiação foi em 17 de maio. Os donos, Bobby e Julie Gregory, tiveram que lutar pelo título, porque o livro dos recordes já havia nomeado para a categoria Toby Keith, um chihuahua de 21 anos da Flórida.

Segundo Julie, Bobby estava sentado no sofá quando começou a receber mensagens de amigos e familiares falando que viram no noticiário que um cachorro de 21 anos havia entrado para livro dos recordes como o mais velho do mundo, mas que era mais novo do que a Pebbles. Foi então que o casal decidiu contestar o título.

Depois de entrarem em contato com os responsáveis pelo Guinness, Bobby e Julie inscreveram o animal de estimação e tiveram que aguardar a avaliação da equipe de gerenciamento de registros. Assim que receberam a confirmação da inscrição e a notícia de que o animal ganharia o título, o casal comemorou.

Comentários
interessante, noticia permalink